Viagem de fim de semana com MAZ



Quando eu, minha mulher e meus filhos fomos passar fim de semana em nossa chácara fui informado pela minha mulher que havia convidado um casal de amigo e eu não tinha como esconder a minha satisfação, pois a mulher, que vou chamar aqui de MAZ, alem de ser linda e extremamente sensual, é muito alegre e divertida. Seria ótima companhia. Eu e ela tocávamos muitos e-mails, pois eu havia recebido um e-mail enviado por um amigo para ela com copia para mim e dai passei a me corresponder só com ela, com envio de uns arquivos "interessantes e picantes"que ela retribuía com outros, mas quando ela nos visitava nada disto entrava no papo.
Quando chegaram para nos acompanhar na viagem, ela vestia com um pequeno short, blusa e sandália.
Fiquei alucinado...
Iniciamos a viagem e quando estávamos na Rodovia Dutra percebi que o marido dela sinalizava com os faróis e parou no acostamento. Fui ate lá e ele disse-me que não estava acostumado a dirigir a noite e seu farol não era bom e sendo uma viagem de quase 2 horas ele ia voltar e retornaria no outro dia pela manha.
Para não "perder tempo" sugeri que ele fosse dirigindo minha Meriva e me seguindo, visto eu conhecer bem o caminho, não teria dificuldades de levar o carro dele.
Ele concordou e fomos para meu carro, expliquei para minha família, pequei meus documentos e fui para o outro carro e entrei dizendo.
- MAZ, lembra que um dia Vc me disse que seu sonho erótico, seria "apanhar" de um homem te batendo com uma carteira e o dinheiro caindo para todos os lados te daria o maior tesão e Vc se entregaria toda para esta pessoa.
Este momento não poderia ser o melhor para eu ficar perto de Vc e poder ter um belo papo para tentar realizar este sonho, um dia ...
Ela retrucou dizendo:
- Mas, o que eu tenho fisicamente que pode te emocionar e para Vc poder fazer eu realizar este sonho.
Respondi:
- Seu lindo rosto, magnífica boca, corpo e estas pernas maravilhosas....
- Como! respondeu. Minhas pernas não tem nada de diferente, mostrando-as sob aquele luar da noite, tornando-a   ainda mais apetitosas.
Recomeçamos a viagem e durante o caminho não vacilei, muito de leve coloquei a mão sobre sua perna, e ela fez um pequeno gesto de tentar retirar e eu disse que não teria qualquer problema pois do outro carro nada iriam ver e se Vc acha que suas pernas não tem nada de impressionante, não vejo porque relutar.
Minha vontade era de entrar no primeiro motel que aparecesse não estrada .
Com os olhos na estrada e no retrovisor, fui deixando o meu carro com um distancia bem razoável e com pequenos protestos da MAZ, elevei minha mão mais próximo do seu short e coloquei levemente sua virilha, sua vulva. Ora subia a mão,ora descia, procurando inclusive seus seios.Estávamos ficando em pleno auge.
De repente ela retirou a minha mão e e abriu muito sutilmente o zíper do short e o tirou juntamente com a calcinha. Fiquei na expectativa.
Ela recolocou somente o short ate a altura dos joelhos. Buscou a minha mão e depositou sob sua perna, com um belo sorriso.
Suavemente, com o maior carinho deste mundo, passei a masturba-la .
Com muito mais empolgação e muito carinho, acariciava as suas pernas, sua vulva.... seu clitóris.
Ela foi se entregando.Que visão!
Mantendo os olhos na estrada, com um tesão que parecia que eu ia explodir, percebi que ela se contorcia no banco do carro, masturbando seus seios, praticamente à amostra.
Olhei para eles que, sob a luz daquela noite e os reflexos dos faróis dos veículos que vinham na outra pista em sentido contrario, foi quanto vi o quanto eram lindos, bicos pontiagudos dilaceravam a pele dos seios e se mostravam "loucos" para serem engolidos. Alisei-os, acariciei-os, apertava-os com muita delicadeza.
Acelerei bruscamente e dei uma grande distancia do outro veiculo e subitamente parei no acostamento. Beijei aqueles seios . Eram quente, suaves, maravilhosamente doces, perfumados, firmes. Estava duros em plena tesão.
Envolvia-a em meus braços e a beijei levemente na boca e recebi o maior envolvimento. Que delicia!
Passei as mãos em suas pernas, enterrei levemente um,dois dedos em sua vulva, ate o fundo,beijei seu pescoço, seus ombros, chupei seus peitos. Queria beijar seu corpo inteiro.
Retornei para estrada, observando que o meu carro estava chegando com uma distancia segura.
Dirigindo com todo cuidado, voltei acariciar suas pernas, seus seios e clitóris. Enterrei o dedo em sua buceta e voltava a masturbar seu clitóris com o maior carinho, bem de leve, como estivesse fazendo "cosquinhas no mesmo".
Ela gozou, com um gemido suave e profundo com tudo que se poderia aproveitar de uma masturbação.
Ficamos a deriva entre olhares, suspiros, pequenos comentários, e ela estava toda a vontade.
Short ate os joelhos, blusa aberta. Os colocou de volta quando avisei sobre o pedágio .
Riamos à vontade e ao pagar a moça do pedágio ela olhou sutilmente e maliciosamente. Ate parece que deu a entender que ali rolava o maior romance. E de fato era. Eu estava alucinado, com se tivesse tomado a maior vitamina sensual do mundo. Tudo estava maravilhoso. Sai do pedágio vendo que o outro carro estava ainda em outra fila.
Voltei a colocar minha mão sob suas pernas., Não resistia a tamanho prazer que elas me proporcionavam.
Novamente excitada, ela se posicionou no banco de forma que sua cabeça ficou no meu colo, olhando para meu rosto, suavemente levantou a cabeça e me beijou e me acariciou o rosto com uma de suas mãos quentes e suaves, enquanto se masturbava seus seios, seus clitóris com a outra mão. Assim permanecemos algum tempo durante a viagem.
Ficava imaginando o estariam vendo os caminhoneiros quando por eles nos passávamos.
Acho que vi uns três atravessando a pista, uns dois caindo pelo acostamento, inúmeros outros buzinavam a toda altura, outros piscavam faróis como se fosse a maior festa.. Óbvio que tinham notado alguma coisa.
Eu estava ficando.
Quando ela viu que eu não teria mais resistência de segurar mais meu gozo, disse baixinho no meu ouvido:
- Acelere, distancie e pare no acostamento, quero descontar uma coisa...
Fiz de imediato, corri, distancie o máximo, ela foi abrindo o zíper do meu short pondo meu cacete para fora, entrei em uma estrada secundaria e parei repentinamente.
Ela começou a me masturbar, colocando a sua calcinha sobre meu membro e com sua mão envolvendo o mesmo, fez com que eu ejaculasse, sem nos sujar. Beije- a muito.
Sutilmente, abaixo, beijou a cabeça de meu membro e disse, vamos embora, amor!
Voltamos para estrada e continuamos a viagem conversando e riamos de tudo que falávamos pois estávamos muito felizes.
Foi um dos melhores fim de semana que eu tive em minha vida.Tenho agora de programar novos encontros e rechiar a minha carteira para poder fazer ela realizar seu sonho, comigo....

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico aspeixe

Nome do conto:
Viagem de fim de semana com MAZ

Codigo do conto:
6905

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
17/01/2006

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


fotonovela xxxConto erotico eu e mamãe na fazenda de vovôfilmando bucetinha da casada enquanto ela dormiaultimos contos sadosultimos contos sadohentai os simpsoncontos eroticos fudendo minha bisavoConto erotico recem viuvas com novinhosminha mae me fez de putinhasarrando a bundinha da minha filinhameu irmão comeu meu cuContos eróticos gays domíniocontoeroticodfquadrinhos evangelicos eroticosdepilei a madrinha contocontos erotico corno obeso inutilFotos de pau entradadu na bucetaPorno Hentai Kanalhacontos heroticos comendo duas casadas crenteContos gays de fio dental na obra sexo fodado novinhas gostosa de moz penis grossoscrossdressing novinhamenage masculino verídico video dando o cu deitada de brucos gritando de dorultimos contos sadomelhores contos eroticos calorPorno mae rabudaamigo do meu marido e maniaco contos eroticovideo de corno tranca a esposa no quarto com amigo forçando ela bater punhetathalia conto travesti com fotosconto flagraconto erotico de fio terrameu padrasto mastubou minha buceta virgem enquanto eu fingia dormiputo tira a roupa da prima e ela acordacontos eroticos sou casada meu marido que ver eu transa com papaicontos gay levei no cu e choreiwww.pornpics.com comtos eroticos de imcestoxvidio buceta de clesaUm policial gato me estrupou:contos eróticoshistoria em quadrinhos lucia vendo um homen batendo punheta no banheiro oh familiaxvideos virgens de desesses anos sendo estrupadaConto erotico gay-a cueca do dentistacontos eróticos com fotos exibicionismofotos novela eroticosmarianaxvidioFui visitar minha madrinha acabei comerquadrinho pornô gayquadrinhos eroticos gay chiquititashentais eroticos quadris com o sogrocontos com cdzinhasconto erótico meu namorado adoro meu pingalocontos eroticos gay pastores 2019seios bonitos peladosquadrinho humilhado crossdresserporno contos patroes minha vizinha safada casada helenicecontos porno fazendeiro brutoConto porno pervertida do fio dentalcontos.gozei como louca na pica do meu filhoo cao do meu vizinho e minha cadela contoCONTO INCESTO NO CUZINHO VOVÓZINHA DE MADRUGADAum conto erotico novinha malvada aincontos gozou sem tocar o pauquadrinhos eroticos aventura no aviaofotosbucetavelhascontos eroticos ficamos nusContos Eroticos - Dentista, gaycontos porno sogro e noraroberto papaku contos gay1contos eroticosem quadrinhoschupando o pedreiro contomeu amigo tem uma rola enorme foi em caza e comeu minha mulher e minha filha conto erotico